Páginas

Painel Eletronico

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Oriximiná: Polícia Federal apreende 51 máquinas caça-níquel

Por Manoel Almeida
.
Em operação realizada na manhã desta quinta-feira, agentes da Polícia Federal, fizeram uma varredura na cidade de Oriximiná, no Oeste do Pará, e apreenderam 51 máquinas caça-níquel que eram utilizadas até por menores. Durante a operação denominada Pente Fino, foram notificados mais de quinze donos de estabelecimentos onde funcionavam as máquinas. Todos eles serão indiciados por formação de quadrilha e contrabando.
Segundo o delegado Gecivaldo, da PF, a operação Sentinela que está sendo desencadeada no município de Óbidos, fez com que os agentes fossem até Oriximiná, pois havia denúncia de que os jogos de azar estariam se proliferando naquela cidade.
Os agentes que participara da operação informaram que a PF vem intensificando as operações na região, por acreditar que Oriximiná está na rota de narcotraficantes, que enviam drogas para as regiões sul e sudeste do Brasil. Sobre a operação que apreendeu as máquinas caça-níquel os policiais disseram que durante quinze dias foram realizadas averiguações para se chegar até os criminosos sem que se levantassem suspeitas.
Segundo o que a PF conseguiu apurar, os responsáveis pelas máquinas eram as Bancas de jogo-de-bicho Tapajós e Lotérica Para Todos. No final da tarde os policiais fizeram campana em frente à lotérica Para Todos e quando a proprietária chegou, foi notificada. Depois de uma varredura no interior da lotérica, os agentes encontraram nove máquinas novas que seriam distribuídas na cidade.
Três carros foram utilizados para transportar as máquinas que ficarão no prédio da Receita Federal, aguardando uma decisão judicial. Os acusados também responderão por contrabando, uma vez que cada máquina tem acessórios importados que entra no país sem passar pela alfândega.
A polícia acredita que ainda há bastante maquinas escondidas pela cidade. “Esse comércio ilícito está dominando Oriximiná, mas vamos tentar coibi-lo”, disse um policial que pediu para não ser identificado.
A operação teve início às 8 horas e encerrou às 15 horas. Sobre as máquinas apreendidas, todas terão o mesmo destino: destruição total, após determinação judicial.

Diário do Tapajós

Nenhum comentário:

Postar um comentário